Direção do HGV muda escalas e enfermeiros protestam O ato reuniu centenas de profissionais em frente ao hospital.

Profissionais reunidos em frente ao Hospital Getúlio Vargas

Reunidos em frente ao Hospital Getúlio Vargas na manhã desta quinta-feira (09), enfermeiros e técnicos protestaram e pediram uma mudança de postura por parte da direção da unidade de saúde que fez alterações nas escalas de trabalho.

O presidente do Sindicato dos Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do Estado do Piauí- SENATEPI, Erick Riccely, representou a entidade e acompanhou o ato. Segundo Erick, os profissionais da enfermagem que trabalham no HGV foram surpreendidos de ontem para hoje com a mudança nos horários de trabalho, a justificativa inicial da direção era de que as horas de trabalho por plantão seriam reduzidas já que o local é hospital referência para receber casos da Covid-19, mas a mudança está causando prejuízos.

“Os plantões passaram a ser de seis horas, os profissionais do turno de 19h saem às uma hora da manhã e não tem transporte público disponível nesse horário. E os que chegam às uma hora da manhã também não possuem opção de ônibus. Assim, muitos estão tendo que utilizar o serviço de motoristas de aplicativo e estão gastando parte significativa dos salários que já são aquém do aceitável. Além disso, se antes o profissional trabalhava uma vez por semana, agora tem que ir duas vezes”, relata Erick.

Os profissionais de enfermagem também criticaram a postura do Governo do Estado frente a saúde. ” Nos últimos anos a enfermagem vem sofrendo com cortes de benefícios e falta de reajuste. Atualmente, os profissionais de enfermagem do estado recebem menos de 10% de insalubridade e estão sendo feitos cortes mensais na Gratificação de Incentivo à Melhoria da Assistência à Saúde, GIMAS“, explica Erick.

A técnica de enfermagem, Maria Luísa, desabafou e pediu respeito por parte do poder público. “A enfermagem do Piauí está doente, com direitos sendo cortados e queremos respeito para poder trabalhar com responsabilidade

Durante o ato, o diretor do HGV, Gilberto Albuquerque, conversou com a categoria e prometeu reavaliar as recentes mudanças. Sobre as escalas, o Diretor de Enfermagem, Romak, garantiu que manteria a escala anterior atendendo o pedido dos profissionais, até que a Sesapi se posicionasse sobre as escalas. O SENATEPI irá acompanhar a situação de perto e cobrar uma solução rápida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *